Minha foto
Araraquara, São Paulo, Brazil
Graduado em Fisioterapia pela Universidade Paulista. Pós Graduação em Fisioterapia Ortopédica e Desportiva pela Universidade da Cidade de São Paulo. Coordenador do Grupo de Estudos em Postura de Araraquara. –GEP Membro da Associação Brasileira de Fisioterapia Manipulativa- ABRAFIM Membro da Associação Brasileira de Pesquisa em Podoposturologia –ABPQ PODO Formação em RPG, SGA, Pilates, Podoposturologia (Palmilhas para correção de postura), Quiropraxia, Osteopatia Clínica, Treinamento e Reabilitação Funcional, Kinesyo Tape , Wii Reabilitação; Acupuntura Dry Needling.,Mobilização Neurodinâmica Formação no Método Glide de Terapia Manual. Atualização nas Disfunções de Ombro, Quadril , Joelho e Coluna. CONSULTAS PELO TELEFONE 16 3472-2592

REGRAS DO SITE

OS ARTIGOS CONTIDOS NESTE SITE TEM APENAS O INTUITO DE INFORMAR , POR ISSO NÃO FAZEMOS DIAGNÓSTICOS OU TRATAMENTO PELO SITE E EM HIPOTESE ALGUMA QUEREMOS SUBSTITUIR UMA CONSULTA PARA MAIS DETALHES ENTRE EM CONTATO E MARQUE UMA CONSULTA COMIGO (FISIOTERAPEUTA)OU COM SEU MÉDICO DE CONFIANÇA.

ME RESERVO O DIREITO DE RESPONDER APENAS COMENTÁRIOS COM IDENTIFICAÇÃO E E-MAIL E QUE SEJA PERTINENTE AO CONTEUDO DO SITE( NÃO FAÇO DIAGNÓSTICO OU TRATAMENTO PELA INTERNET).

AS PERGUNTAS SEM E-MAIL EM ANEXO NÃO SERÃO RESPONDIDAS.

AS RESPOSTAS NORMALMENTE NÃO SÃO PUBLICADAS POIS RESPEITAMOS A INDIVIDUALIADE DOS PACIENTES ,CADA CASO É ÚNICO.

Visualizações

segunda-feira, 13 de julho de 2009

Exercícios em Cadeia Cinética Aberta e Fechada

Cadeia Cinética Fechada:
o exercício em cadeia fechada é realizado quando o segmento distal da extremidade é fixo.

Cadeia Cinética Aberta:
o exercício em cadeia aberta é realizado quando o segmento distal da extremidade é movel ou seja não está móvel.

Os exercícios em cadeia cinética fechada são mais utilizados na reabilitação de lesões da extremidade inferior, mas também tem ótimos resultados para a reabilitação para algumas atividades da extremidade superior.Na processo de Reabilitação atual tanto os exercícios em cadeia cinética fechada ou aberta tem seu espasso.As ações musculares nas duas modalidades de exercícios são diferentes. Na cadeia cinética fechada a inserção do músculo ou grupo muscular envolvido na realização do exercício é fixa e os mesmos atuam para gerar movimento na origem. Já na cadeia cinética aberta a origem do músculo ou grupo muscular envolvido na realização do exercício é fixa gerando movimento na contração muscular na insrção dos mesmos.É importante saber que tanto os exercícios em cadeia cinética fechada e aberta têm seu lugar no processo de reabilitação. Tanto os exercícios em cadeia cinética fechada ou aberta possuem vantagens e desvantagens distintas no processo de reabilitação.Estudos biomecânicos relatam que os exercícios em cadeia cinética fechada oferecem uma maior segurança produzindo menos forças e estresses às estruturas que estam envolvidas no processode reabilitação do que os exercícios em cadeia cinética aberta.A decisão de qual tipo de exercício deve ser utilizado depende do objetivo do tratamento, e também deve ser dada a devida atenção em relação as caracteristicas de cada exercício.Os exercícios em cadeia cinética fechada incluem: aumento da congruência articular, aumento da estabilidade, aumento de compressão articular, diminuição das forças de cisalhamento, diminuição das forças de aceleração, altas forças de resistência, estimulação dos proprioceptores e aumento da estabilidade dinâmica.Os exercícios em cadeia cinética aberta incluem: diminuição das forças de resistência, aumento das forças de aceleração, aumento das forças de distrição e rotacionais, aumento da deformação dos mecanorreceptores articulares e musculares, presença de forças de aceleração concêntrica e de desaceleração excêntrica e promoção da atividade funcional.Essas características nos mostram que na cadeia cinética fechada estão associadas à sustentação de peso, já na cadeia cinética aberta são de atividades que não envolvem sustentação de peso.Exemplos de exercícios em cadeia cinética fechada para membros inferiores: Miniagachamentos,deslizamentos cintra a parede, leg press, subir e descer degraus.Exemplos de exercícios em cadeia cinética aberta: ao contrário da extremidade inferior, a extremidade superior é mais funcional em cadeia cinética aberta, a maioria das atividades esportivas incluem movimentos da extremidade superior em que as mãos movem-se livremente, geralmente movimentos dinâmicos que ocorrem frequentemente em altas velocidades, como nos arremessos, no saque no tênis ou na cortada do vôlei, sendo que nesses movimentos, os segmentos proximais da cadeia cinética são utilizados para a estabilização, enquanto que os segmentos distais possuem um alto grau de mobilidade.Os exercícios em cadeia cinética fechada são mais usados mais frequentemente utilizados na reabilitação das lesões da extremidade inferior, existem várias situações em que esses exercícios devem ser incorporados nos protocolos de reabilitação da extremidade superior.Os exercícios em cadeia cinética fechada na extremidade superior são utilizados primariamente para o fortalecimento e estabelecimento do controle neuromuscular dos músculos que atuam para estabilizar a cintura escapular.Que fique bem claro que a utilização de cada modalidade de exercício seja ele em cadeia cinética fechada e aberta no processo de reabilitação de seu paciente depende do conhecimento teórico e prático do Fisioterapeuta, buscando sempre o melhor tratamento para o seu paciente.Bibliografia (Técnicas de Reabilitação em Medicina Esportiva - William E. Prentice - 3 edição).

Um comentário:

  1. fiquei sabendo que disfunçao patelofemoral e condromalacia é a mesma coisa sofri um lesao de joelho onde a rm revelou disfunçao patelofemoral estiramento do lca e do colateral derrame articular uma lsao ossea no condilo femoral entre outras isso já tem mais de 6 meses e nao consigo voltar a minha rotina esportiva (futebol.corrida) sinto dores ao subir e descer escadas pelo tempo da lesao é normal?

    ResponderExcluir

Mensagens só serão respondidas com Nome e E-Mail