Minha foto
Araraquara, São Paulo, Brazil
Graduado em Fisioterapia pela Universidade Paulista. Especialização em Quiropraxia pela ANAFIQ- Associação Nacional de Fisioterapia em Quiropraxia. Pós Graduação em Fisioterapia Ortopédica e Desportiva pela Universidade Cidade de São Paulo- UNICID Coordenador do Grupo de Estudos em Postura de Araraquara. –GEP Membro da Associação Nacional de Fisioterapia em Quiropraxia- ANAFIQ/ Membro da Associação Brasileira de Fisioterapia Manipulativa- ABRAFIM/ Membro da Associação Brasileira de Pesquisa em Podoposturologia –ABPQ PODO/ Formação em RPG, SGA, Estabilização Segmentar Lombar e Cervical, Pilates, Podoposturologia, Quiropraxia,Reabilitação Funcional, Kinesyo Tape ,Dry Needling,Mobilização Neurodinâmica, Técnica de Flexão-Distração para Hérnias Lombares e Cervicais. Formação no Método Glide de Terapia Manual. Atualização nas Disfunções de Ombro, Quadril , Joelho e Coluna ( HÉRNIAS DISCAIS LOMBARES E CERVICAIS). ÁREA DE ATUAÇÃO: Diagnóstico cinético-funcional e reabilitação das disfunções musculoesqueléticas decorrentes das desordens da coluna vertebral. AGENDAMENTO DE CONSULTAS PELO TELEFONE 16 3472-2592

REGRAS DO SITE

OS ARTIGOS CONTIDOS NESTE SITE TEM APENAS O INTUITO DE INFORMAR , POR ISSO NÃO FAZEMOS DIAGNÓSTICOS OU TRATAMENTO PELO SITE E EM HIPOTESE ALGUMA QUEREMOS SUBSTITUIR UMA CONSULTA PARA MAIS DETALHES ENTRE EM CONTATO E MARQUE UMA CONSULTA COMIGO (FISIOTERAPEUTA)OU COM SEU MÉDICO DE CONFIANÇA.

ME RESERVO O DIREITO DE RESPONDER APENAS COMENTÁRIOS COM IDENTIFICAÇÃO E E-MAIL E QUE SEJA PERTINENTE AO CONTEUDO DO SITE( NÃO FAÇO DIAGNÓSTICO OU TRATAMENTO PELA INTERNET).

AS PERGUNTAS SEM E-MAIL EM ANEXO NÃO SERÃO RESPONDIDAS.

AS RESPOSTAS NORMALMENTE NÃO SÃO PUBLICADAS POIS RESPEITAMOS A INDIVIDUALIADE DOS PACIENTES ,CADA CASO É ÚNICO.

Translate

Visualizações

Pesquisar este blog

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Tipos de Lesões no Joelho e Diagnóstico

Tipos de Lesões no Joelho e Diagnóstico
Sábado, Março 20, 2010, 21:40
Lesões e feridasAdicionar um comentário Se gosta de praticar desporto, é conveniente que conheça bem os sintomas de uma possível lesão para adequar o treino às suas limitações.

O joelho, articulação intermédia do membro inferior, tem provavelmente o papel mais importante da locomoção humana e as suas lesões são muito frequentes, nomeadamente na prática desportiva. “O joelho é uma articulação complexa e crucial, sendo um alvo fácil para as lesões, uma vez que é a articulação mais vulnerável no corpo de um atleta. Embora nem sempre sejam evidentes as causas dos sintomas agudos ou crónicos das patologias do joelho, a obtenção de uma boa história clínica, a realização de um exame clínico adequado e os métodos de investigação poderão permitir a diferenciação entre sinovite, ruptura de ligamentos ou de menisco, lesão osteocondral ou outras”.

Por isso, atente às manifestações como “dor, perda da amplitude normal dos movimentos, edema e mobilidade anormal (instabilidade) ”.

Para o ajudar, vamos tentar expor-lhe as principais lesões comuns nos desportistas para o caso de algum dia se ver confrontado com essa dor. De acordo com os especialistas, todas as lesões podem ser combatidas com o tempo suficiente e um diagnóstico correcto.

Lesões traumáticas do joelho

Fracturas
Luxação da rótula
Lesões ligamentares

Lesões ligamentares de predomínio interno – ligamento colateral interno
Lesões ligamentares de predomínio central – ligamento cruzado anterior
Lesões ligamentares de predomínio central – ligamento cruzado posterior
Lesões meniscais

Referência a uma torção do joelho semiflectido, com dor súbita e impotência funcional
Dor localizada na interlinha, interna ou externa
Derrame intra-articular (seroso)
Impedimento doloroso para a carga completa e para a marcha sem claudicação
A palpação revela dor máxima exactamente na interlinha interna ou externa do joelho (não acima ou abaixo)
Menisco interno: dor à varização forçada da articulação (pressão forte no joelho, exercida de dentro para fora), sem dor à valgização (pressão forte no joelho, exercida de fora para dentro)
Menisco externo: dor à valgização forçada da articulação, sem dor à varização


MANOBRAS QUE AJUDAM O DIAGNÓSTICO
Rotação lateral do joelho

Dor no lado interno do joelho com a realização desta manobra pode indicar lesão do ligamento colateral medial ou do ligamento coronário medial
Dor no lado lateral do joelho com a mesma manobra sugere lesão do tendão poplíteo (tendinopatia – “tendinite”)
Limitação do movimento (rotação lateral) é típica das aderências ligamentares do ligamento colateral medial
Amplitude do movimento aumentada resulta de frouxidão das estruturas ligamentares do compartimento medial e do ligamento cruzado anterior
Rotação medial do joelho

Dor na região lateral geralmente indica lesão do ligamento coronário lateral
Uma amplitude aumentada do movimento significa frouxidão dos ligamentos cruzados anterior e posterior e da porção dorsolateral da cápsula articular
Flexão do joelho

Diversas condições conduzem à limitação da flexão do joelho: lesões capsulares, aderências ligamentares, desarranjo interno, condições extra-articulares.
Extensão do joelho

Limitação da extensão, com sensação final espástica, em combinação com limitação da flexão indica artrite aguda
Limitação discreta, não dolorosa, com crepitação é típica da artrose
Uma limitação de 10 a 30 graus, com bloqueio elástico, é evidência de deslocamento meniscal
Dor no final da amplitude do movimento é com frequência sinal de pequeno problema ligamentar
Stress em valgo (pressão forte no joelho, exercida de fora para dentro, com a perna elevada e em extensão)

Dor medial durante a manobra é típica do estiramento do ligamento colateral medial
Amplitude aumentada em 30 graus de flexão é típica da ruptura ligamentar no compartimento medial
Amplitude aumentada em extensão significa provável lesão do ligamento cruzado posterior.
Stress em varo (pressão forte no joelho, exercida de dentro para fora, com a perna elevada e em extensão)

Dor lateral significa lesão do ligamento colateral lateral
Dor medial pode indicar corpo livre ou menisco medial impactado
Amplitude aumentada em 30 graus em flexão é típica de ruptura do ligamento colateral lateral
Amplitude aumentada na extensão completa significa provável ruptura do ligamento cruzado posterior
Teste de gaveta anterior ( traccionar a tíbia para diante, na posição deitada, com o joelho flectido e a outra mão sobre o joelho para estabilizar a coxa)

A dor é indicativa de pequena lesão do ligamento cruzado anterior
O aumento da amplitude é observado nas rupturas do ligamento cruzado anterior e/ou da cápsula posterior
Teste de gaveta posterior (empurrar a tíbia para trás, na posição deitada, com o joelho flectido)

CONCLUSÃO
O joelho como articulação intermédia do membro inferior tem assim um papel importante principalmente a nível motor e deve ser tido em atenção quando é afectado fisicamente.

É importante saber lidar com as lesões causadas no joelho, sobretudo se for desportista, pois uma lesão no joelho sem o devido tratamento pode ser fatal para a vida do lesado.

Caso aconteça alguma vez a ser vítima de uma lesão no joelho deve procurar saber o seu diagnóstico e procurar um especialista, de forma a tratar o mais rapidamente possível da lesão.

Um comentário:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir

Mensagens só serão respondidas com Nome e E-Mail