Minha foto
Araraquara, São Paulo, Brazil
Graduado em Fisioterapia pela Universidade Paulista. Pós Graduação em Fisioterapia Ortopédica e Desportiva pela Universidade da Cidade de São Paulo. Coordenador do Grupo de Estudos em Postura de Araraquara. –GEP Membro da Associação Brasileira de Fisioterapia Traumato-Ortopédica- ABRAFITO Membro da Associação Brasileira de Fisioterapia Manipulativa- ABRAFIM Membro da Associação Brasileira de Pesquisa em Podoposturologia –ABPQ PODO Formação em RPG, SGA, Pilates, Podoposturologia (Palmilhas para correção de postura), Quiropraxia, Osteopatia Clínica, Treinamento e Reabilitação Funcional, Kinesyo Tape , Wii Reabilitação; Acupuntura Dry Needling.,Mobilização Neurodinâmica Formação no Método Glide de Terapia Manual. Atualização nas Disfunções de Ombro, Quadril , Joelho e Coluna. CONSULTAS PELO TELEFONE 16 3472-2592

REGRAS DO SITE

OS ARTIGOS CONTIDOS NESTE SITE TEM APENAS O INTUITO DE INFORMAR , POR ISSO NÃO FAZEMOS DIAGNÓSTICOS OU TRATAMENTO PELO SITE E EM HIPOTESE ALGUMA QUEREMOS SUBSTITUIR UMA CONSULTA PARA MAIS DETALHES ENTRE EM CONTATO E MARQUE UMA CONSULTA COMIGO (FISIOTERAPEUTA)OU COM SEU MÉDICO DE CONFIANÇA.

ME RESERVO O DIREITO DE RESPONDER APENAS COMENTÁRIOS COM IDENTIFICAÇÃO E E-MAIL E QUE SEJA PERTINENTE AO CONTEUDO DO SITE( NÃO FAÇO DIAGNÓSTICO OU TRATAMENTO PELA INTERNET).

AS PERGUNTAS SEM E-MAIL EM ANEXO NÃO SERÃO RESPONDIDAS.

AS RESPOSTAS NORMALMENTE NÃO SÃO PUBLICADAS POIS RESPEITAMOS A INDIVIDUALIADE DOS PACIENTES ,CADA CASO É ÚNICO.

Visualizações

segunda-feira, 5 de julho de 2010

CIRURGIA DE ARTROPLASTIA TOTAL DO QUADRIL EXERCÍCIOS PARA PREVENIR COMPLICAÇÕES VASCULARES E PULMONARES:

CIRURGIA DE ARTROPLASTIA TOTAL DO QUADRIL EXERCÍCIOS PARA PREVENIR COMPLICAÇÕES VASCULARES E PULMONARES: - exercícios de bomba para prevenir formação de trombos e embolia pulmonar. - padrões respiratórios e higiene brônquica para prevenir atelectasia ou pneumonia pós-operatória. - continuar com estes exercícios até que o paciente esteja recuperado. EXERCÍCIOS PARA PREVENIR LUXAÇÃO OU SUBLUXAÇÃO PÓS-OPERATÓRIA DO QUADRIL OPERADO: - educar o paciente e seu cuidador sobre restrições de movimento, mobilidade segura no leito(na cama do hospital) e precauções durante outras AVD’s. - monitorar o paciente quanto a sinais e sintomas de luxação, como um encurtamento do membro inferior operado que não estava presente antes de cirurgia, ou seja, vc tem que ver se o paciente não está apresentando nenhuma luxação ou encurtamento da perna. As principais precauções durante os Movimentos no Pós-operatório Inicial após Artroplastia Total do Quadril são: Se a cirurgia foi por Acesso Póstero – lateral: - Evitar flexão do quadril de mais de 80-90° e adução e rotação interna além da posição neutra. - Fazer pelo lado sadio as transferências da cama para a cadeira, ou da cadeira para a cama. - Não cruzar as pernas. - Manter os joelhos um pouco mais baixos do que os quadris quando estiver sentado. - Evitar sentar em cadeiras baixas e macias. - Se a cama de casa for baixa, levanta-la posicionando os pés sobre os tijolos. - Usar um vaso sanitário com assento elevado. - Evitar inclinar o tronco sobre as pernas ao levantar-se ou sentar-se em uma cadeira ou a vestir-se e despir-se. - Para o banho, usar o chuveiro ou colocar uma cadeira na banheira. - Quando subir escadas, colocar primeiro a perna sadia. Quando descer, colocar primeiro a operada. - Girar sobre o membro inferior sadio. - Evitar atividades em pé que envolvam rodar o corpo em direção ao membro operado. - Dormir em decúbito dorsal com um travesseiro de abdução; evitar dormir ou descansar em decúbito lateral. Se a cirurgia foi por Acesso Antero – lateral e Lateral, com ou sem Osteotomia Trocantérica: - Evitar extensão, adução e rotação externa além da posição neutra. - Evitar o movimento combinado de flexão, abdução e rotação externa. - Se o glúteo médio tiver sido rebatido e reinserido ou se tiver sido feita uma osteotomia troncatérica, não fazer abdução ativa do quadril contra a gravidade por pelo menos 6 a 8 semanas ou até que haja aprovação do cirurgião. - Seguir as precauções anotadas para um acesso póstero – lateral para evitar flexão excessiva e adução. - Durante a deambulação inicial, dar os passos sem ultrapassar o membro operado para evitar hiperextensão. - Evitar atividades que envolvam ficar em pé sobre o membro operado e rodar para o lado oposto ao lado envolvido. PARA RECUPERAR A MOBILIDADE ATIVA E O CONTROLE DO MEMBRO OPERADO: - Enquanto estiver no leito, exercícios ativo – assistidos do quadril dentro das amplitudes protegidas (como é falado no texto anterior nas precauções), ou seja, flexão e extensão do quadril até 80°. - exercícios de flexão e extensão do joelho quando sentado em uma cadeira. - progredir da flexão assistida do quadril e do joelho para flexão ativa (paciente desliza os calcanhares sobre a cama), abdução do quadril com a gravidade eliminada (se permitido) deslizando a perna sobre uma superfície de pouco atrito e rotação ativa somente entre a rotação externa ou interna e a posição neutra, dependendo do acesso cirúrgico(ou seja depende do local da cirurgia). Fazer esses exercícios enquanto estiver no leito em decúbito dorsal. - Progredir para exercícios ativos do quadril na posição em pé, com o joelho flexionado e estendido e as mãos sobre uma superfície estável para manter o equilíbrio, ou seja, o paciente de pé flexiona e estende o joelho. PARA PREVENIR UMA CONTRATURA EM FLEXÃO DO MEMBRO OPERADO: - evitar colocar um travesseiro sob o joelho do membro operado. - fazer um alongamento de isquiotibiais em decúbito dorsal (pc de barriga para cima vc flexiona o quadril com o joelho esticado até no máximo 80°), se o paciente sentir muita dor vc PARA !!! Lembre-se de puxar o joelho da perna não operada para junto do tórax enquanto relaxa o quadril operado. - quando o médico permitir e também se o paciente agüentar rolar para o decúbito ventral, o paciente deve descansar nessa posição para fazer um alongamento passivo prolongado dos músculos flexores do quadril, ou seja, quando o paciente agüentar mande ele ficar de barriga para baixo e vc flexiona os joelhos dele.

2 comentários:

  1. Bom dia! Fiz PTQ em 01/02/2012 em Campinas. Estou sofrendo muito na reabilitação da cirurgia, pois tenho fraqueza muscular no lado operado, sou hemiplégica> Além da PTQ, fiz alongamento de perna de 5 cm. Até hoje estou tentando alongar o ciático, sinto dores insuportáveis depois da fisio. Você acha possível eu fazer bicicleta? Marta. Pelotas/ RS

    ResponderExcluir
  2. BOM DIA!FIZ EM 14/02/2013 UMA CIRURGIA DE QUADRIL,TINHA DISPLASIA,KE VENHO TRAZENDO DESDE CRIANÇA,E COM ISSO MEU QUADRIL ELEVOU,E ESTOU COM UMAS DAS PERNA MAIS CURTAS,AGORA COLOQUEI PROTESE,ACHANDO 1UE COM ISSO MEINHA PERNA ALONGAVA,MAS CONTINUA DO MESMO JEITO,O ORTOPEDISTA KE ME OPEROU DISSE,QUE VOLTA COM MUITA FISIOTARAPIA,EXERCICIO,SERA QUE VOLTO AINDA A ANDAR COM AS DUAS PERNAS IGUAIS?ESTOU PENSANDO EM FAZER RPG,É ACONSELHAVEL,SEM MAIS OBRIGADO

    ResponderExcluir

Mensagens só serão respondidas com Nome e E-Mail